Google+ Followers

sexta-feira, abril 26, 2013

Cramondongue

Todas as noites,


passa um cramondongue

debaixo da minha janela.

Não pra me assombrar,

mas pra abafar o som carros

... que não cessam na avenida,

e me fazer dormir

pensando estar

nos braços de Minas.



Jacqueline Salgado

sexta-feira, abril 19, 2013

Alípio de Sá Romão

Esse é Alípio de Sá Romão*, mineiro, poeta e cordelista.
É através dele que eu assino meu regionalismo puro, simples e devoto.
Alípio nasceu na cidade de Datas, MG (pertim de Diamantina!), no dia 05 de janeiro de 1925.
--
* Heterônimo de Jacqueline Salgado.
--
Poema de Alípio de Sá Romão

---
Baladeira


Baladeira feriu o melro,

Cortou o rabo do jacu.

Machucou a seriema,

Acabou com o inhambu.

Esticou o quero-quero,

Calou o uirapuru.

Prende logo esse moleque

No buraco do tatu!